Quando tem alguma área das nossas vidas em que sentimos que estamos carregando o peso do mundo nas nossas costas, a nossa tendência é ficar presos às limitações da mente. Mas ela, pobrezinha, só consegue lidar com os desafios de hoje baseada no que já aprendemos no passado.

Diante de uma situação nova, a verdade é que a mente convencional não vai nos ajudar.

O perigo é ficarmos presos nesse dilema mental de “devo fazer assim ou assado/isso ou aquilo”. Mas o que podemos fazer quando a nossa mente convencional não é capaz de nos ajudar?

Hum… É exatamente nessa hora que precisamos confiar no nosso…coração. Se estamos à beira de um abismo, essa é a hora de agir como o Louco e nos jogarmos de braços abertos e cheios de fé.

Mas, se nos jogarmos, quem vai nos ajudar?

Bom, essa é uma ótima hora, também, pra gente avaliar o quão bem a gente sabe pedir ajuda quando precisa – é, porque pode ser que essa seja uma daquelas horas em que você precisa. E não falo só da ajuda dos seus amigos, parentes ou colegas de trabalho.

Tem horas em que a gente precisa de um milagre.

E vou dizer pra você uma coisa muito útil e importante: quando a gente precisa de um milagre, a gente precisa pedir por ele. Se você não sabe como pedir pelo seu milagre, vou te contar um jeito bem simples que a autora SARK ensina.

Simplesmente abra as mãos com as palmas voltadas pro alto e diga: “Milagre, me encontre agora.”

Muitas vezes, é nessa hora em que sentimos o peso do mundo nas costas que estamos prestes a conseguir aquilo que mais desejamos. Mas ainda não sabemos disso.

Não vai desistir justo agora.

Pede seu milagre.

E confia.

E por falar em confiar, leia este post.