O mestre espiritual Eckhart Tolle diz que quanto mais você se dá conta de que você tem espaço interno, mais feliz é a sua vida.

O legal sobre esse tal “espaço interno” é que ele é ultra democrático. Não existe bolha imobiliária do espaço interno. Rico não tem mais espaço interno do que pobre. Ninguém nasce sem espaço interno, ou com defeito no espaço interno.

Todo mundo tem o mesmo espaço interno. A única pegadinha do espaço interno é que a maioria das pessoas não sabem que ele existe, ou se esqueceu dele.

Como diz o Eckhart Tolle, é como se você fosse rico, mas tivesse esquecido o número da sua conta de banco. Seus milhões estão todos lá, mas você não consegue acessar a sua fortuna.

E agora, comofas?

Existem várias práticas que ajudam a gente a perceber – ou relembrar – essa sensação de espaço dentro da gente.

Pra mim, uma das coisas que mais me dá essa sensação de espaço – e, com ela, uma imensa clareza de pensamento – é destralhar coisas em casa.

A verdade é que a gente tem muito mais coisas do que precisa, e faz muito mais coisas do que deveria todos os dias. E vivemos estressados por causa disso.

Mas como começar a destralhar? Tem horas em que a bagunça está tão grande que a gente já se dá por derrotado antes mesmo de começar. É. Coisa. Demais!

A boa notícia é que a gente faz isso um minuto de cada vez. No momento presente. Que é o único que existe.

Não adianta você pensar em quanto tempo vai levar pra você destralhar tudo o que gostaria, porque esse futuro em que você está pensando é apenas um conceito: ele existe só na sua cabeça e, quando ele finalmente chegar, ele será…o momento presente. Tcharan!

Então, a hora de começar é sempre agora. E o seu compromisso deve ser sempre de destralhar por um minuto, no momento presente.

Com esse minuto, realizando apenas uma tarefa, você já cria um pouco de espaço vazio. Pode ser um espacinho bem pequenininho, tudo bem.

O importante é que, com esse espaço vazio, você começa a aprender mais sobre você, e também aprende a desapegar não só das coisas, mas também de muitas crenças e controlar o resultado de tudo na sua vida (o que, cá entre nós, só vai lhe causar estresse, a não ser que você seja Deus).

Se a sua casa está uma zona, ou se você tem muito mais coisa do que precisa, eu posso apostar que por dentro você também está uma zona, ou sobrecarregado de pensamentos desnecessários. Pode acreditar, não é o contrário.

E não importa o tamanho da sua bagunça – e do desafio que você vai ter pra conseguir dominá-la –, se você começar no momento presente, com apenas uma pequena tarefa, a sua vida muda.

Aquele pequeno espacinho que você cria na sua gaveta, ou em cima da sua mesa, pode significar você dormir melhor. Ou seu filho ficar mais tranquilo. Ou você ficar mais gentil. Ou pessoas começarem a ser mais gentis com você. Você encontrar uma nota de dez reais na rua. Surgir a resposta pra um dilema antigo que você tinha.

Essa semana, aproveite para destralhar pelo menos uma coisa na sua casa. Uma tarefa. No momento presente. Não se estressa pensando que você precisa destralhar a casa toda (e também a sua mesa no seu trabalho, aliás). Foca no momento presente.

Tudo pode acontecer quando você cria espaço vazio dentro de você. 

Até mesmo você encontrar você perdido lá dentro. 

Gostou? Você também vai gostar deste texto aqui.