Em fevereiro, parti do Rio para a Índia para participar de um retiro de silêncio e alguns cursos num ashram em Bangalore. Na primeira escala, em São Paulo, os dois itens que despachei – minha mochila e um tripé pra fazer filmagens pra vocês – não foram encontrados.

Diante do problema, a companhia aérea me deu duas opções: (i) ficar uma noite em SP esperando a bagagem aparecer ou (ii) seguir assim mesmo, com a roupa do corpo. Nesta segunda hipótese, eles me entregariam a mala pra mim direto no ashram.

Vale dizer que nesse mesmo dia, algumas horas antes, eu já tinha perdido o meu celular, que tive a astúcia de derrubar na privada apenas poucas horas antes de ter que partir pro aeroporto. Essa peripécia causou um bocado de correria.

O que eu tinha a perder?

Decidi viajar pra India com a roupa do corpo. E, para minha feliz surpresa, eu, que viajava sozinha, encontrei no meu vôo mais oito brasileiros – alguns que eu já conhecia, inclusive – indo para o mesmo ashram e cursos que eu.

Se o universo nos envia um desafio ou teste, em primeiro lugar é importante lembrar que, em última análise, fomos nós mesmos que o criamos. Além disso, não devemos resistir. Se resistimos, estamos  resistindo a todo o universo.

A solução para todo o desafio na nossa vida está dentro de nós – porque nós o criamos – e, ao não resistir, nós acessamos com mais facilidade a área dentro de nós onde está a resposta.

É também importante não julgarmos qualquer desafio. Não é à toa que eu uso o termo desafio, como uma forma de eliminar o julgamento.

Em vez de se perguntar “por que isso está acontecendo comigo”, se pergunte:

* Por que eu criei para mim mesmo esse desafio?
* O que eu preciso aprender com ele?
* Qual é a mensagem da minha alma para mim?
* Quais são as minhas necessidades?

Não perca essa oportunidade.

Nossa passagem pela Terra nada mais é do que um aprendizado constante.

Há uma passagem de Osho que explica dois modos de viver: um, num sono profundo em que você envelhece à medida em que o tempo passa. Sua vida consiste numa morte longa, lenta.

No outro modo, você leva a consciência para suas experiências, avaliando sob todos os ângulos, tentando entender o significado, vivendo intensamente. Você fica mais alerta e seu coração vai mudando. Você amadurece.

A escolha é sua.

Solução para seus desafios